terça-feira, 30 de setembro de 2014

"E dói sempre que fecho os olhos..." _____________________ Bruno Mars


“ E do que precisamos?

Anote aí,

é pouca coisa: 

silêncio, arte e amor.”

-
Martha Medeiros
 
“em algum lugar deve existir, uma espécie de bazar, onde os sonhos extraviados vão parar”. Acho que os nossos sonhos e planos se extraviaram e foram parar em nenhum lugar, mas na minha mente, nela pararam e não me deixam seguir em frente nem viver, não me deixam sentir saudades de outro alguém. E é por isso que vivo sentindo saudades. Saudades de mim, de ti, saudades de nós...


Desconheço a autoria

sábado, 27 de setembro de 2014

"(...) Eu não sabia que virar pelo avesso era uma experiência mortal." _______________________ Ana Cristina Cesar

Linda noite!
No tempo do amor cabem todas as perguntas, tantas que tanto faz a resposta. Somos portadores do futuro, o prazer está à flor da pele e a pele é macia, mesmo quando os sentimentos não são, até que o tempo provoca uma tal metamorfose que a gente parece que parou, lá, atrás. Aonde?... _ Em algum tempo onde todos se apaixonarão outra vez. 

Be Lins

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

"Não aprendi a brincar com a dor do outro. Talvez por saber que cada um de nós carrega desertos silenciados. O outro sou eu também." _________________________ Gloria Diogenes

"Não se ama alguém
que não ouve a mesma canção".


Rui Veloso
"Ela parece tão calma, tão concentrada, tão quieta, mas seus olhos continuam fixos no horizonte. Você acha que sabe tudo o que há para saber sobre ela assim que a conhece, mas tudo o que acha que sabe está errado. A paixão flui através dela como um rio de sangue. Ela só desviou o olhar por um momento. Todos os seus amanhãs começam aqui".

Neil Gaiman

terça-feira, 23 de setembro de 2014

"Espero que a paisagem desta tarde adormeça o cavalo no vale. O vento no capim. Os roseirais em mim." ________________________________Hilda Hilst

Amanhã cedo massagem.
 Continuando meu descanso e revitalização!!

Linda primavera a todos nós!
Esconde bem
tuas lágrimas.
Os homens desprezam
os fracos.
Esconde bem tua emoção.
Os homens
respeitam os fortes.
Esconde bem tua tristeza.
O mundo evita
os melancólicos.
Esconde bem a ti mesmo.
Os homens não gostam de se ver.


Ronaldo Costa Fernandes)

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Descanso, Folga, Pausa, sim estas palavras existem...

Dormir até mais tarde!
Passear com o gatinho!
Brincar com minha princesa!



                                                                         Mas não se preocupem:

terça-feira, 16 de setembro de 2014

"Moço, penso que nesse contexto nosso, o que não pesa não é o temer, não é o se ferir, isso é inevitável, mas de não se fazer-querer-ser dentro da gente, o melhor que somos no outro". ___________________ (Fernanda Fraga)



"Tomo um banho, faço um mate
 e me perfumo pra nós dois."

Você guardará meu nome atrás de algum sentimento mascarado em seu coração, abrirá o bilhete que te deixei para passar na feira só para encontrar meus dedos, respirará mais fundo a maresia, talvez hesitaria se meu cheiro não estivesse lá, mastigará mais devagar a fruta e citricamente serei seu nó na garganta, lerá poemas nas livrarias e se lembrará de que palavras eram lugares para nós, ouvirá uma música desconhecida com a insatisfação de não termos compartilhado antes, acordará no domingo e suplicará pela segunda para os compromissos me anularem da razão, caminhará mais atento as vozes da rua e se inclinará se a voz for parecida com a minha, pedirá a pizza com meu sabor predileto para sobrar mais lembranças na geladeira, a solidão chegará antes das ligações e dos emails. Encontrará outra pessoa, irá se enfeitar, irá tentar me mostrar que está tentando ser feliz, trocará amor por carência. Os anos marcarão o seu rosto, os filhos acordarão o silêncio da casa, a mão do seu amor te convidará para um dia de feriado, vestirá o sorriso, amará o que tem, desejará ter feito outras escolhas no passado. Duvidará do tempo, desconfiará dos dias de muito sol porque sempre terá uma lágrima por dentro.

Cáh Morandi

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

"Em italiano, “liquefazione” é o momento em que a saudade passa do estado abstrato para o estado de chorinho, a fim de viajar num envelope." _______________________ Rita Apoena

"Caem-me dos braços as carícias
que não te entrego."

..

Lídia Martins
(...)"Ainda que a rima seja o único caminhar de duas almas, tocando o mesmo refrão na mesma sintonia descrita como elo, ainda assim menino, deixe que essa brincadeira de querer bem se fixe centenas de vezes em cada detalhe de nós dois. E traz o seu olhar para perto e de volta. E sane essa minha saudade buscadora do azul da lua, do frescor da sua Ilha. É você sendo o céu e a terra deitado em meu colo. Transborde em mim? Pele a pele. Gruda a tua fragrância no colo dos meus pensamentos, risca a tua pele na minha feito caneta, deixe que este teu riso saia dos meus sonhos pra brincar de fazer caricatura do vento"(...) 

(Fernanda Fraga & Ju Fuzetto, trecho do dueto 'Duas Ilhas')

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

"Convite para uma xícara de chá de jasmim. Entre, dispa a tristeza, aqui pode nada dizer." __________________________ Reiner Kunze

Espero que o seu final de semana
surja com sabor de poesia.
Primavera cruza o rio, cruza o sonho que tu sonhas. Na cidade adormecida primavera vem chegando. Catavento enloqueceu. Ficou girando, girando. Em torno do catavento Dancemos todos em bando. Dancemos todos, dancemos, Amadas, Mortos, Amigos, Dancemos todos até não mais saber-se o motivo… Até que as paineiras tenham por sobre os muros florido! 

Mário Quintana-[Catavento, de Luciana Teruz - Brasil 1961]

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

"E, de repente, um código novo. Tingindo o espaço de um enigma nunca antes decifrado. Era o vento. Fazendo laços onde haviam apenas nós gigantescos." _________________________ Lídia Martins

Poetas,me digam:Qual é mesmo o esteio que prende 
no firmamento essa lua que alumia?

Léia Marrod

Bela Noite!
Quero compor para ti, uma melodia de outono, Que me fale de tuas folhas, dos teus perfumes e dos seus tantos, que me foi tirado, pelos ventos contrários, e ainda que não termine, o todo de ti cala dentro de mim.

Ydeo Oga

terça-feira, 9 de setembro de 2014

“Pensei o quanto desconfortável é ser trancado do lado de fora; e pensei o quanto é pior, talvez, ser trancado no lado de dentro.” _________________________ Virginia Woolf

Bela Noite!

.....


......
Percebo meu coração… ou seriam vozes gritando do lado de fora? Não sei ao certo… Lentamente, busco perceber os espaços vazios, existentes entre cada batida do peito… Respiro fundo. Verifico passos, caminhos… Desenho silêncios nos quais me reconheço. … é estranho deixar a melodia se delinear naturalmente… já se passaram alguns minutos e, confesso, a calmaria invadiu cada lacuna. O coração não saiu pela boca… nem os impulsos atravessaram meu ser. Sou eu mesma, a dar de ombros às exigencias alheias…Sinto o aroma do café em algum lugar longe daqui – pausa – a alma não pode deixar para depois, manifesta-se imediatamente em um novo enredo. Novas sombras… outros personagens: confundem-se hemisférios… Onde está o espelho? Talvez quebrado em algum canto da casa… guardei os cacos para – possivelmente – recompô-los um dia… Por enquanto, enxergo-me em pedaços… Hoje, quero apenas ser…arder em mim!


segunda-feira, 8 de setembro de 2014

"Tenho sempre a sensação que o juízo é tudo o que me atrapalha." _____________________ Marla de Queiroz

"Justo eu, que nunca tive endereço,
 encontrei em você um grande apreço,
 meu começo, moço,
sem fim algum."

Bibiana Benites
Tenho um amor fresco e com gosto de chuva e raios e urgências. Tenho um amor que me veio pronto, ... assim, água que caiu de repente, nuvem que não passa. Me escorrem desejos pelo rosto pelo corpo. Um amor susto. Um amor raio trovão fazendo barulho. Me bagunça. E chove em mim todos os dias.


- Caio F. Abreu See More

domingo, 7 de setembro de 2014

"Eu não peço que os dias me tragam algo, só imploro que não me levem mais nada." _______________________ Cris Souza


"De todos os verbos que acompanham o amor,
 eu prefiro o mais simples, sentir."


Rosi Coelho.

....

"Um tanto de estrada percorrida, outro tanto a percorrer. Nem tanto ao mar, nem tanto a terra. Lugar onde euforia e serenidade comungam tão bem. Um não rouba mais a cena do outro. Aceito e acolho. Já sei o que procuro, e ouso dizer que o caminho me interessa bem mais do que a chegada. Dou-me, mas só quando quero. E para quem quero. Conheço coragens e medos, sonhos e desejos, gente boa. O tempo já não guarda tantos segredos. Sem a rigidez de antes, demoro mais no gesto, na entrega, no outro... Absorvo a existência, o amor, a graça. Livre de quaisquer cobranças. Livre para viver melhor. Já não me prendo ao tecido da lógica, não me importo se as coisas realmente fazem sentido. Respeito a autoridade da vida, mas flerto descaradamente com ela. E, mesmo quando surpreendida por alguém, com um sonoro : – Senhora ? – não me incomodo. Sou sim. Sou, deliciosamente, senhora de mim !"

Solange Maia

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

"(...) Meus silêncios. Há tempos, não os ouço. Preciso tocá-los, senti-los, afagá-los. Ficarmos a sós, deitados sobre as horas, num lugar, onde nem o vento consiga nos escutar." _______________________ Bruno de Paula

"Aprenda a confiar no que está acontecendo.
 Se há silêncio, deixa-o aumentar,
algo surgirá. Se há tempestade,
deixa-a rugir, se acalmará."

Lao Tsé
Nossos olhos acomodaram-se numa alcova brilhante, luz de dois ângulos! Matizes além dos olhares circunspetos. A forma dourada trazia escrito seu nome no peito, presente em curvas e estradas encontradas. É o amor! Já esta escrito que transcende ao atingir dois seres no mesmo ponto! E não temos mais necessidade de possuir ninguém. Estranhos rabiscos dos poetas! É que se eu disser que te amo por algum trabalho extraordinário, pode soar em “terceiras intenções” o que sai tão naturalmente das profundidades do coração! É que o egoísmo enjaula por todos os poros a Senhorita dos meus sonhos! Ela tinha um olhar estrelado, capaz de ser feliz reunindo algumas pontas, sem ter que tê-la inteira! Seus passos eram nobres e conquanto a respeitasse na sua doçura receberia em maturidade a realeza da felicidade! (...) Mas sou tão cheias de defeitos. Tu és capaz de lapidar o ouro, e eu devolvo com essas singelas palavras o que te inspirará em nossas esculturas. E tudo acontece num ciclo harmônico, e cresce a cada dia, até ser uma estrela com muitas e muitas pontas a mais! Estarei observando, mesmo porque amar é isso também, é admirar as luzes das estrelas!


Ives Vietro


quinta-feira, 4 de setembro de 2014

"Só nós sabemos o que nos falta, o que nos dói ou talvez o que nos sobra ..." ______________________ Rívea Duarte

Quando o amor me toca…
O amor me toca…
Érica Gaião
O poeta rouba dores do mundo a confessar as suas próprias; empresta-se de veladas tristezas para devolvê-las nítidas e intensas às palavras. Vende socorro sem salvação; mas se dói e se doa para levar aos olhos outros, desmedido alívio. Antevê amores e suspiros que precedem encontros; descreve tragédias e dúvidas que antecedem o existir. O poeta adoça o real ainda que testemunhe amargos. Coleciona horizontes a enfeitar rua-sem-saída onde mora. Veste-se com seu tamanho a dimensão das grandezas. Sincero às mentiras que conta e encanta, versa sobre os sonhos da semente, pecados angelicais, flores, naufrágios e céu azul. Ainda, porta-voz das sublimes verdades que nunca alcançou, faz dos seus silêncios a autêntica afirmação da vida. Escreve no concreto, o abstrato. Gradua-se no coração alheio e no seu próprio peito. Assim, usa-se o poeta das letras como desculpa para saber de si. Sabermos nós.


Guilherme Antunes

terça-feira, 2 de setembro de 2014

"Desde pequena eu aprendi a olhar para os dois lados antes de atravessar uma paixão. Por mais que se tenha atenção, uma vez ou outra somos atropelados." ________________ #brunofontes

"Tem dias que é assim mesmo, aceito a saudade e
 escuto todos os discos que me 
fazem bem e mal, sem medo."
“Não importa quanto o tempo passe, o seu efeito sobre mim não muda.”


Bruno Fontes