segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Todo chavão é muito verdadeiro, não há dúvidas de que ficamos mais fortes à medida que vamos sobrevivendo ao que a vida nos tira. _______________________ Marcel Camargo

À sombra de uma borboleta
Sempre 
Sobra
"Ainda vai se doer, se doar tantas vezes.
 Mas ela não evita,
 sabe que pior é não viver."

_ Nina
Espaço.
Há muito se diz:
"Todos querem um lugar ao sol!"
Quero nada disso.
Quero que meus sonhos caibam
À sombra da asa direita 
Daquela borboleta amarela
Que acaba de pousar na folhagem.
Que a minha vida tenha
A leveza da sombra daquela asa.
E que à sombra da asa esquerda
Tenha sempre um sonho amigo
Para estar junto ao meu.


NARA RÚBIA RIBEIRO

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

"Destino é quando o acaso cumpre o que a vida nunca prometeu." _____________________ — Poeta.

Em uma selva de concreto 
Sou flor solitária.
......


......




(Desconhecido)
"É moço, ela é um pouco complicada (de mais), eu sei. E talvez você não consiga acompanhar esse turbilhão de palavras e pensamentos e sentimentos, de tudo ao mesmo tempo. Acho que você não consegue entender porque ela não é entendível, mesmo. Ela é feita de muitos exageros. E exigências intermináveis de atenção e de carinho: '-Mais cinco minutinhos, e uma vida inteira pela frente'. Eu sei, seu moço, que você não entende, mas é que ela é desse jeito mesmo. E ela fica insuportável quando sente saudade. Você já sabe. E ela faz drama, faz charme, faz raiva. É que na verdade ela só precisa de espaço pra tudo o que ela sente, é que ela sente muito.
E transborda amor por todos os lados."


Monalisa Macêdo

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Eu ouso a paixão não a recuso (...) Troco o sonho dos deuses por um pequeno nada. Desobedeço ao preceito e desarrumo a paixão.Teço e bordo o meu avesso e desacerto a razão. _____________________ Maria Teresa Horta

Você parece uma sensação,
deve ser bom te sentir. ❤️
Quando for grande, quero ser de outra maneira. Quero ser longe. Eu respondia: ninguém é longe. As pessoas são sempre perto de alguma coisa e perto delas mesmas. A minha irmã dizia: são. Algumas pessoas são longe. Quando for grande quero ser longe.

Valter Hugo Mãe, in A desumanização

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Talvez não saibas, mas dormes nos meus dedos, de onde fazem ninhos as andorinhas. E crescem frutos ruivos e há segredos das mais pequenas coisas que são minhas (...) __________________________________ Joaquim Pessoa

Conjuga um verbo que conheças
no presente do indicativo,
soletra-o na segunda pessoa
do singular ao meu ouvido,
dá-me qualquer coisa
que me pareça eterno.

José Rui Teixeira
Claro que se tem medo que alguém nos entre pelos olhos. Mas podes arder. Para a tua temperatura sou mercúrio, linhas de mão, lábio e sopro. Atravesso-te porque me atravessas e onde somos corsários rendemo-nos ao encanto da devolução. Tu e eu à porta de um lugar que vai fechar, tudo numa árvore. Aqui onde os minutos são a rua em que nos sentamos toda a tarde à espera do silêncio, onde o teu corpo pesa a medida exacta do meu desejo.Necessito diariamente da transfusão de uma enorme quantidade de calor. Tocas-me?




Vasco Gato, A paixão e prisão de Egon Schiele, 2005

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Desde que me cansei de procurar, aprendi a encontrar; Desde que o vento me opõe resistência, velejo com todos os ventos. — ____________________ Friedrich Nietzsche Brasil em A Gaia Ciência

Arquivo Pessoal

"A vida de quem inventa de voar é paradoxal, todo dia. É o peito eternamente divido. É chorar porque queria estar lá, sem deixar de querer estar aqui. É ver o céu e o inferno na partida, o pesadelo e o sonho na permanência. É se orgulhar da escolha que te ofereceu mil tesouros e se odiar pela mesma escolha que te subtraiu outras mil pedras preciosas".

                                                            D.A.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

"Obstinada, eu oro. Eu não tenho o poder. Tenho a prece!" _______________________________ Clarice Lispector


Bela noite!

O que a gente tem que aprender
aprenderia se botasse atenção
às calmarias,
 
AO RITMO
 
do que não resiste,
entrega, desapego, sem atropelo
nada, nenhum movimento de exagero,
 
só existir,
deixar-se cumprir,
as órbitas,
as gravidades,
os giros,
 
 
pra que serve mesmo tanto delírio
ansiedades, desejos, paixões, dores,
onde se escondem os alívios
aqui dentro
não!
ali fora
não!
 
 
não é de alívio que se vive
é de suspensão,
viver é um verbo muito metido a besta
 
 
esqueça
esqueça
esqueça
essa mania de grandeza dessa raça nossa
humana e tediosa
que se crê imensa e quer  mais que viver
mania de querer ser
de ir além
de permanecer
de enlouquecer com alguma substância
que se faça mágica
e nos faça vibrar delirar exasperar por tanto
que nem é tanto
quando
 
o espanto
está
na calma
 
entoa o canto,
 
 
ALMA
só quer um canto
dentro da paz.
 

( todo resto, tanto faz)

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Era como se justamente a calmaria daquele momento, fosse a resposta do instante que por muito tempo busquei em mim. ______________ Bibiana Benites

Menina, é tão lindo ver que a
 tua fé não se foi com as lagrimas

— Camilo Pereira
"Não era muito o que a vida me pedia: a resposta estava nas dobras das pálpebras. Descobrir-te vivo aqui dentro tem o amor mais bonito de todos. Nossos olhos ainda não tem dançado no mistério um do outro mas nossos íntimos andam em paralelo, além da distância dos corpos [As palavras eram só desculpas.] No fundo, no fundo, o sentimos. Essa certeza - a de saber-te em elo com o que me compõe de mais sublime - é suficiente pra que eu respire agradecida e responda à vida: 'sim, o amor (nos) move'."

Moreno Pessoa- Adaptado

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Somente uma coisa me faria bem agora. Seria adormecer com a cabeça no seu colo, você me dizendo bobagenzinhas gostosas para eu esquecer a ruindade do mundo. ________________________ Clarice Lispector.

e quais seriam as felicidades
do caminho que não escolhi?

G. Antunes
Esqueça a terminologia psiquiátrica, os tipos de transtornos. Vou facilitar a sua vida. Há somente dois tipos de pessoas. As pessoas macias e as pessoas duras. (...) A maciez é um traço de personalidade. Gente doce, afetiva, abraça com calma, escuta com interesse. A maciez é um estado de ternura. A pele recebe, os olhos recebem, há uma tranquilidade calorosa, uma vontade de permanecer falando a toa. Maciez é uma generosidade natural. (...) A pessoa dura é de madeira,de ferro. Não se emociona, não ri. (...) Ela se diz independente mas é fóbica de intimidade. (...) A pessoa dura é fácil de identificar. Você fica pesada depois que a encontra. Você se sente mal. Explorada. Esgotada. Você parece que perdeu sua alma depois de falar com ela.

(Carpinejar, Manifesto pela Maciez)

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

“Se Me Fosse Dado Outra Oportunidade Eu Jogaria Pelo Caminho A Casca Inútil Das Horas ” ______________________________ Mario Quintana

Ah, se eu fosse o dono do tempo,
 todos os dias seriam noites,
 todas as estrelas seriam amores.


— Enigmas de Oliver.
" E eu, que fiz silêncio até aqui, agora ardo. É porque tem coisas que, quando guardadas, nos guardam também. Guardam nossa vibração pela vida, nossa intensidade plena, nossas alegrias exaustivas. E quando deixo o silêncio ser maior, tantas vezes é por falta de reação, uma apatia e cansaço diante do mesmo diálogo que nos levam as mesmas respostas. E essa ardência é sintoma de peito calado, é consequência de amor sufocado, é uma explosão que comunica a gota d'água e transborda as fés vencidas. E eu, que colecionei todas as feridas e as tapei como quem abafa o som de um megafone com a mão, sinto agora o eco no coração, vazio de sim, tão cheio de não."

Lilian Vereza

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

‎"Todo carnaval tem seu fim (...)" ______________________ (Los Hermanos)


(...) Nenhuma distância, 
cabe dentro de um pensamento.
Em meus silêncios, 
encontro-te todos os dias. " 


Bruno de Paula
“Eu não gosto de abandono, por isso acolho. 
  
Por isso recolho e não costuro sorriso porque chorar é preciso.        



    Vanessa Leona

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

- Porque o amor... O amor é rosa melindrosa! _________________________ Emi Rosa

Roubaram-lhe a ingenuidade
que sorria para a vida ilusória
e deram-lhe vestes da cor terra
com franjas das quatro estações
tremulando na barra da saia.
Eu não quero mais chorar
Por causa de um amor 
Minha dor tem que acabar
No carnaval, se Deus quiser


[in Amor de Carnaval]

Gilberto Gil
Levaram-lhe os cetins de bailarina,
o encanto das sapatilhas cor de rosa
e fizeram-lhe pequena camponesa
do dia à dia: - Pão sobre a mesa.
Prenderam-lhe ao verde dos campos,
aos cantos dos pássaros e dos rios,
ao azul infinito, ao vento, ao sol e a chuva,
a seda, ao linho e ao algodão.
Restou-lhe o romantismo
de um triste olhar
e o carmim das melindrosas.


Vilma Piva

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

A mulher é completa. Sendo rio, é nascente, água, margens, foz, e ainda encontra tempo pra chover. ___________________ Fernando Coelho

"(...) é muito estar viva sob a pele.
é grande estar contida no infinito.
eu lhe diria que a vida não passa de um soluço
e que alguns sonhos merecem permanecer
como sonhos para justificarem o despertar.
não existe justiça tal qual pensávamos,
Feliz quem consegue se
 desobrigar daquilo que a vida impõe.

Ita Portugal
tampouco verdade a ser conhecida.
o mundo é feito mesmo de luz e sombra.
e, paciência, estamos à sombra.
nem a chama a que chamamos amor
clareia além de poucas horas.
eu lhe ensinaria o silêncio maior que o silêncio.
é preciso esquecer que a palavra fala ou apagá-la
para que se cale. (...) "




Renata Aragão

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Minhas verdades que aprendi ao longo dessa minha jornada aos 40 anos que passo e ensino a minha filha: Vencer sem destruir... Lutar sem machucar... Perdoar sem humilhar... Perder sem se vingar... Errar sem insistir... Subir sem rastejar... Sonhar sem conspirar... Fazer sem desfazer... Recuar sem fugir... Morrer sem se vender... Viver sem se anular... Falar sem mentir... Calar sem omitir... Superar sem esperar... Ganhar sem perder... Amar sem amarrar... Voltar sem revoltar... Sorrir sem debochar... E... chorar sem segurar...pois integridade é tudo! ________________________________ Bella Yaffa Bernardo

Parabéns pra mim!

Img: Arquivo pessoal
Depois dos 40 anos, o pensamento feminino muda, desembaraça. O sexo não é mais performance, exaustão, é fazer o que se gosta e do jeito que gosta. É aproveitar dez minutos com a intensidade de uma noite inteira, é reconhecer o rosto do próprio desejo no primeiro suspiro, é optar pela submissão por puro prazer, sem entrar na neurose da disputa ou do controle. A mulher de 40 não diminui o ritmo da intimidade. Pode ler um livro com a intensidade de uma transa. Pode assistir um filme com a intensidade de uma transa. Pode conversar com a intensidade de uma transa. Ela não tem um momento para a sensualidade, a sensualidade é todo momento. Tomar o café da manhã não é apenas um desjejum, tem a sua identidade, o seu ritual, um refinamento da história de seus sabores. Tomar o café da manhã com uma mulher de 40 anos é participar de sua memória, de suas escolhas. Ela não precisa mais provar nada. Já sofreu separações, e tem consciência de que suporta o sofrimento. Já superou dissidências familiares, e tem consciência de que a oposição é provisória. Já recebeu fora, deu fora, entende que o amor é pontualidade e que não deve decidir pelo outro ou amar pelos dois.A mulher de 40 anos, cansada das aparências, cometerá excessos perfeitos. É mais louca do que a loucura porque não se recrimina de véspera. É ainda mais sábia do que a sabedoria porque não guarda culpa para o dia seguinte. A beleza se torna também um estado de espírito, um brilho nos olhos, o temperamento. A beleza é resultado da elegância das ideias, não somente do corpo e dos traços físicos. Encontrou a suavidade dentro da serenidade. A suavidade que é segurança apaixonada, confiança curiosa. O riso não é mais bobo, mas atento e misterioso, demonstrando a glória de estar inteira para acolher a alegria improvisada, longe da idealização, dentro das possibilidades. Não existe roteiro a ser cumprido, mapa de intenções e requisitos. Há a leveza de não explicar mais a vida. A leveza de perguntar para se descobrir diferente, em vez de questionar para confirmar expectativas. Ser tia ou mãe, ser solteira ou casada não cria angústia. Os papéis sociais foram queimados com os rascunhos. A mulher de 40 é a felicidade de não ter sido. É a felicidade daquilo que deixou para trás, daquilo que negou, daquilo que viu que era dispensável, daquilo que percebeu que não trazia esperança. Seu charme vai decorrer mais da sensibilidade do que de suas roupas. O que ilumina sua pele é o amor a si, sua educação, sua expressividade ao falar. A beleza está acrescida de caráter. Do destemor que enfrenta os problemas, da facilidade que sai da crise. A beleza é vaidosa da linguagem, do bom humor. A beleza é vaidosa da inteligência, da gentileza. Depois dos 40 anos não há depois, é tudo agora.

Fabricio Carpinejar