terça-feira, 31 de março de 2015

Por que procurais entre os mortos aquele que está vivo? .................................


"Ele nos ungiu, nos selou como sua propriedade e
 pôs o seu Espírito em nossos corações 
como garantia do que está por vir."    

  2 Coríntios 1:21-22
.

A Adélia diz: “De vez em quando Deus me castiga, me tira a poesia. Olho uma pedra e vejo uma pedra…” Tem gente que ouve o canto das cigarras e ouve apenas o canto das cigarras. Tem gente que fala Páscoa e só vê ovo de chocolate. Pensam na ressurreição como algo que aconteceu, faz muito tempo, num lugar distante. (Impossível diriam, mortos não ressuscitam.) E pensam em algo que acontecerá de novo num tempo distante, muito longe, no futuro (Impossível diriam, Mortos não ressuscitarão!). Mas a poesia não conhece nem o passado e nem o futuro. O passado sobre que a poesia fala é presente na memória e nos sentimentos. O futuro sobre que a poesia fala é presente na esperança. Assim os poemas da ressurreição falam sempre do presente. A Morte é agora. Nós somos o túmulo. “Quem anda duzentos metros sem vontade anda seguindo o próprio funeral vestindo a própria mortalha…’ Muita gente morreu e não percebeu. Mas a Ressurreição pode acontecer  a qualqer momento.

Rubem Alves



segunda-feira, 30 de março de 2015

Por me agitar a química, se encaixar na física e despertar a lírica, tua chama em mim têm três nomes: Residência, poesia e amor. ___________________________ Moreno Pessoa

A gente só conhece bem as coisas
que cativou  – disse a raposa. –
Os homens não têm mais tempo
 de conhecer coisa alguma.”

O Pequeno `Principe!
As pessoas estão tão comprometidas apenas com a superfície de si mesmas (e, consequentemente, com a superfície dos outros) que não sabem mais o que é ter uma experiência afetivo-sexual realmente extraordinária. Você já transcendeu o próprio corpo? Já esteve com alguém que o transcendesse? Essa vivência não pode ser alcançada através de drogas, acessórios ou números de RGs retidos numa portaria qualquer. Você precisará de algo muito mais potente e perigoso para mergulhar nessa plenitude: sua alma. Sim, alma: esse troço negligenciado no paupérrimo jogo dos frenesis carnais. Esqueça as convenções estéticas, dispa-se das vergonhas, quebre os espelhos que te imobilizam, perceba o que toda essa preocupação com gordura, rugas, cicatrizes, cabeça, tronco, membros, tamanhos realmente é: nada além de um alfinete torto comparado ao universo luminoso e infinito a sua disposição. Agora você vai fechar os olhos e perder os contornos do seu corpo, se espalhar pela cama, pelo quarto, pela casa inteira como água sem gravidade: você vai se expandir. E se expandindo irá transcender o próprio corpo e invadir o corpo do outro como um espectro, como uma fumaça, como uma música acachapante. Se quem estiver com você ousar perder os contornos do próprio corpo também vocês irão se misturar, virar uma terceira coisa que não tem forma porque não tem limite. Você tem uma alma: use-a. Ela é a única que pode tornar o sexo uma experiência realmente extraordinária. Todos os dias.


Stella Florence

sexta-feira, 27 de março de 2015

Tá acordado? Preciso te dizer algumas coisas...

Boa noite!
Eu quero ser o seu problema, a sua nova dor de cabeça, o seu motivo para as noites mal dormidas de sono, para roubar seus pensamentos durante o trabalho, o motivo para que você fique em casa na sexta feira à noite esperando pela pizza junto comigo, sem desejar, de nenhuma outra forma, estar nem por um minuto distante daquele edredom que a gente deixa na sala para dividir enquanto assistimos a um filme na televisão. Ficarei feliz se você aceitar o que eu te trago junto com minhas piadas batidas e meu jeito desengonçado de dançar. Não sei ser sensual, não gosto de pentear o cabelo de manhã, não discuto política durante o almoço de família aos domingos e só vou para a academia obrigada pelo espelho. Não ligo se sair de casa com um jeans antigo e uma blusinha larga, e espero que você também não se importe em estar ao meu lado quando eu estiver assim. Não posso te prometer que serei a melhor pessoa do mundo ao seu lado, não posso prometer que não vou ficar de cara feia quando você não me responder no whatsapp ou quando ficar olhando o celular quando saímos para jantar. Não vou prometer ser a pessoa mais simpática do mundo todos os dias e que nunca vou querer ficar sozinha curtindo a minha fossa imaginária. Não posso te prometer que não vou brigar por nada nos dias de TPM e que não vou esperar que você adivinhe o que falo da boca para fora e o que digo com certeza. Não vou te prometer nada disso, além do que você está vendo aqui, sem outras camadas, sem máscaras, sem armaduras à prova de qualquer possibilidade de mágoas. Essa sou eu verdadeiramente, sem tentar fingir o que não sou só para te agradar. Nunca gostei de “levar gato por lebre”, apesar de – quase – sempre ter caído nessa cilada, então, não acho justo te fazer levar para casa alguém que não existe. O que posso te dar certeza é que, enquanto você deixar, eu estarei ao seu lado para ouvir suas reclamações sobre as provas intermináveis da faculdade e as chatices do seu chefe no trabalho. Estarei com você para jantarmos um miojo nos dias de preguiça, ou irmos àquele restaurante novo badalado da cidade. Serei verdadeira com você se não estiver sentindo a mesma coisa que antes e nunca, em hipótese alguma, empurrarei com a barriga o que construímos juntos (coisa essa que espero ser recíproca). Ficarei em silêncio ao seu lado quando você também quiser ficar, e cantaremos juntos aquela música brega quando estivermos parados no trânsito. Te prometo estar aqui, de um jeito ou de outro, para arrancar seus sorrisos, suas reclamações, para ser o motivo e a cura da sua dor de cabeça, para conhecer nossos futuros lugares favoritos, para te acompanhar naquela cerveja depois de uma sexta feira estressante, e para, então, cumprir todas as minhas promessas que te fiz (e que ainda te farei).


Carol Sassateli

quinta-feira, 26 de março de 2015

É possível que lar seja uma pessoa e não um lugar? ________________________ | Anna e o Beijo Francês |

...e em tua saudade SER a minha própria espera....

| Mia Couto |
É errado pensar que o amor provém de longa convivência e de uma corte perseverante. O amor é a consequência de uma afinidade espiritual e, a não ser que essa afinidade se demonstre num instante, jamais será criada em anos ou mesmo em gerações. 


| Khalil Gibran |



quarta-feira, 25 de março de 2015

E cabe tanta coisa num abraço....



“Acredite, existem pessoas que não 

procuram beleza, mas sim coração.”

— Cazuza.
Fala-me de lucidez. – conta-me como é que a linha do horizonte se traçou no teu peito – em que lado da memória escondeste o mar. E porque sorris assim no interior do meu desassossego? Fala-me de lucidez.  Fala-me, para eu adormecer.

Al Berto

terça-feira, 24 de março de 2015

"Que na ausência dos encontros, Possamos ser pensamentos." _________________________ Ricardo Mellen

"Escutei dez ou cem músicas de fossa. 
Nenhuma pareceu dizer o que eu queria dizer,
 o que eu queria escrever,
 o que meu coração precisava gritar."

Fábio Chap
"Toda palavra escrita tem que doer e curar. Deixar chorar e sorrir. Fazer chover na manhã de domingo. Deixar teclar o coração, principalmente, nos dias que parece que não sobra ninguém para ouvi-lo. Hoje, chove lá fora e aqui dentro. Procuro a cura para toda forma de ausência. Não aquela ausência bonita de quereres que os budistas buscam. Uma ausência pesada do cansaço de tantos dias cheios de dificuldades. Talvez seja só TPM. De qualquer forma, eu só estou poetando para economizar na terapia."

Juju M. (Adaptado)






sexta-feira, 20 de março de 2015

Uma borboleta amarela? Ou uma folha seca que se desprendeu e não quis pousar? ________________________ Mario Quitana


O inverno do meu ano termina. 
Amanhã, terei vivido mais quatro estações. 
No fluxo das folhas que nascem e caem, 
renasço e morro todo dia. 
E na cegueira de noites longas, 
ainda aponto o tempo. 
Tem manhã que é euforia de verão. 
Há tardes pensativas de outono. 
Todo o clima cabe num dia.
 Mas ainda, quero fazer de todo 
meu ano uma longa primavera, 
sem me importar com os dias, 
sem esperar seus frutos.

Juju M.
O Outono é aquela estação do ano em que a nostalgia ataca em peso. As árvores despem-se quase por completo e as ruas são infestadas com o cheiro a terra molhada e folhas caídas. Não tenho nada a apontar quanto ao cheiro, é deveras apaziguador se formos pensar bem. O que eu não gosto é mesmo da nostalgia e do quanto me custa pensar nisso. Os ventos não são só incomodativos para o corpo pois parece que trazem com eles um monte de pontos para pensar. O Outono simboliza o regresso às aulas: as conversas de verão, à noite numa esplanada ou na praia, dão lugar a mensagens enviadas à pressa ou a conversas breves no banco do autocarro. O tempo começa a ficar limitado e os hobbies parecem não ser suficientes para escapar à rotina. Sinto, com o Outono, que os pensamentos sobre o amor são cada vez mais frequentes e parece haver uma enorme necessidade em dar as mãos ou dividir uma manta num Domingo à tarde em frente à televisão. Talvez seja a carência a falar mais alto mas acho que a chuva que espreita à janela me sussurra para que eu saia de casa. Mas faltam-me os objetivos. Parece que com o tempo eles deixaram de existir e agora apenas paira sobre mim uma enorme dúvida sobre o que devo fazer, pelo que devo lutar. Falta-me a força, faltam-me os motivos e a vontade. No Outono sou uma mera folha caída, coberta em água da chuva, esperando que num dia esteja novamente apta para voar.

Pauo Alexandre Silva

Que seja m belo outono!

terça-feira, 17 de março de 2015

"Porque não somos como cerrado? Que bom seria se, quando chovesse dentro de nós, brotasse a primavera." __________________________ Rosa Berg

"O sonho é a ponte que vai do infinito ao infinito.
 É a medida sem comparação É a presença do que se imagina .
Sonhar talvez só seja Reconhecer o que nem a alma sinta.
 Nem o próprio pensamento veja."
Ana Hatherly
(...)"Reconheces que não há espanto? Em fazer-te cenário maiúsculo a esse? És coberta de rios Descoberta para fitar a palavra do papel, refazer a casa, o caminho, namorar o amanhecer. Para endireitar-me para além do apreensível. Chegas assim, revelada para a beleza: Quem é que vê além da linha uma vogal colorida com seu sabor para amaciar os olhos? Sim, é ela Gabriela o beija-flor do cerrado".


(Fernanda Fraga, trecho do poema; 'Gabriela o beija-flor do Cerrado')

sábado, 14 de março de 2015

"Tenho inveja medonha de quem não sangra nesses caminhos de ser feliz. Eu me rasgo inteira. Carrego um punhado de dores, frustrações e dissabores. Mas não se engane comigo. Meus excessos ainda são de amor." __________________________ PH Almeida



''Fala pra ele.
 Que ele é um sonho bom. 
Que mudou o tom da tua vida...''
"Na terra dos homens não há lugar para coração, alguém falou. Fechei os olhos e pensei com força: Não haveria de ser assim, não se a gente quisesse. Como se um pensamento bonito pudesse salvar a pessoa e sua dor. (...) Esperança é o que anda comigo. Em noites escuras, eu colho fé."

Cris Carvalho





Bela noite!

14-03-2015
Sampa

quinta-feira, 12 de março de 2015

“Mas eu não estava seguro. Lembrava-me da raposa. A gente corre risco de chorar um pouco quando se deixou cativar...” ________________________ O Pequeno Príncipe

Tem dias que eu só preciso 
de uma música e o pensamento 
linear para seguir tranquila. 

Denise Portes
Então você está confusa com seus sentimentos. Ele apareceu tão de repente na sua vida, com aquele brilho manso no olhar, com aquela meiguice na voz, sem pedir coisa alguma, meio como um Pequeno Príncipe caído de um asteróide. A princípio você nada percebeu de diferente. O susto veio quando você se lembrou das palavras da raposa, explicando ao Pequeno Príncipe o que era ficar cativo: É assim. A princípio você senta lá e eu aqui. Depois a gente vai ficando cada vez mais perto. Os passos de todos os homens me fazem entrar dentro da minha toca. Mas os seus passos me fazem sair. E, depois, é a alegria. Começo a ficar alegre e a me preparar na segunda-feira, sabendo que você só virá na sexta.



Rubem Alves









quarta-feira, 11 de março de 2015

"O céu estrelado vale a dor do mundo." _________________________ [Adélia Prado, in Oráculos de Maio]


"Deixa-me desenhar meu mundo,
"Cabeça erguida, querida, (...)
A resposta para a sua oração
está no céu,
não no chão."
(Rachel Carvalho)
do meu jeito,
com os meus erros.
Há outros mais bonitos, eu sei;
o meu é tão simples.
Mas pode me deixar aqui quietinha com ele,
não me importo se ainda sei tão pouco,
ou se tenho quase nada,
me importa que seja meu,
que quem construiu fui eu."




(Rachel Carvalho)

terça-feira, 10 de março de 2015

"É preciso ter um lugar para voltar sempre. E esse espaço eu criei dentro de mim." _________________________ [Marla de Queiroz]

♫ Se serve de consolo, seja assim:
Amor nunca se esquece, é que nem prece.
Tomara, pois, que alguém reze por mim…♫

[Confessional, Arnaldo Antunes / Glauco Matoso]

domingo, 8 de março de 2015

"Os sinos da alma tocam para anunciar o Amor. Ouça-os, soam para dentro..." _____________________ Mel -

"... forte é aquele que se encoraja 
em seus afetos, assume suas dores
 e não nega seus sentimentos."

 ____ Keila Sacavem
"As pessoas não se apaixonam muito hoje em dia. Elas preferem estudar, ganhar dinheiro e viver outras experiências. Faça uma enquete rápida e concluirá que quase ninguém crê no amor. Quando mais você sabe da vida, menos você se apaixona. A paixão nasce da ignorância: quanto menos sei sobre você, e mais eu quero saber, mais vulnerável eu fico. Só que atualmente ninguém mais quer saber de ninguém, além de si mesmo. Todos uns cínicos."

 Gabito Nunes

sábado, 7 de março de 2015

"A mulher deve ser lentamente decifrada, como enigma que é, encanto a encanto." ____________________________ Coelho Neto


Feliz por ser mulher!!



“Parabéns para você, que, linda, lida com explosões hormonais uma vez ao mês. Que sente tudo inchar. Que chora por besteira. Que valoriza bobagens. Que acredita em filmes de amor. Que faz coleção de esmaltes. Que ama sapatos, bolsas e cacarecos para colocar no cabelo. Que compra só porque tava em liquidação. Que sempre precisa de alguma coisa. Que acha o amor a coisa mais bonita – e importante desse mundo. Que sabe como é fundamental olhar para si mesma – ainda que de vez em quando se perca e se preocupe em demasia com o “querer” do outro. Parabéns para você, que dia a dia aprende mais sobre você mesma. Que erra para aprender. Que é forte o suficiente para seguir em frente – sem lamúrias, mas com maturidade e sensatez. Que de vez em quando esquece a própria idade e o juízo em algum canto. E depois acha, como mágica. Parabéns para você, que tem um sonho. Que não desiste, apesar do que falam. Que não se abala, apesar do medo. Que sente uma fraqueza interna, mas caminha com passos firmes. Que fica tonta, mas não desmaia. Que apesar de cada pedra no caminho, corre. Que reclama dos problemas, mas entende que a vida é feita deles. Que tenta entender o defeito alheio – e procura perceber os seus.”

Clarissa Corrêa




Feliz Dia 08 de março.

sexta-feira, 6 de março de 2015

"Ela era Águia, a ave de vôo mais alto, a rainha do céu, aquela que faz seu ninho onde só os anjos conseguem chegar." ____________________________________________Isabel Allende in A cidade das feras

E vi as borboletas.
E meditei sobre as borboletas.
Vi que elas dominam o mais leve sem precisar de ter motor nenhum no
corpo. (Essa engenharia de Deus!)
E vi que elas podem pousar nas flores e nas pedras sem magoar as próprias asas. 
E vi que o homem não tem soberania nem pra ser um bentevi.


[Manoel de Barros "Memórias Inventadas - A Terceira Infância"]

Os afetos verdadeiros:
 é essa leva de gente que quero perto.
Bibiana Benites

quinta-feira, 5 de março de 2015

'Se eu pudesse eu seria um poema de Hilda Hilst'

Aflição

Aflição de ser eu e não ser outra.
Aflição de não ser, amor, aquela
Que muitas filhas te deu, casou donzela
E à noite se prepara e se adivinha
Objeto de amor, atenta e bela.
Aflição de não ser a grande ilha
Que te retém e não te desespera.

(A noite como fera se avizinha)
Aflição de ser água em meio à terra
E ter a face conturbada e móvel.
E a um só tempo múltipla e imóvel
Não saber se se ausenta ou se te espera.
Aflição de te amar, se te comove.
E sendo água, amor, querer ser terra.



Hilda Hilst








Onde fores feliz, fica.
 Onde dormes em paz, sonha. 
Onde os abraços forem os mais fortes,
 demora-te."

Margarida Rebelo Pinto

segunda-feira, 2 de março de 2015

"Por amores que nos curem dos fracassos e dos medos" _______________________ Cáh Morand

Chuva passa. Tempestade passa. 
Até furacão passa.
 Difícil é saber o que sobra.

(Millôr Fernandes)
Difícil despertar para o amanhã, sei do que falo. Há em nós, em certa parte da vida, uma madrugada mais duradoura, mais profunda, mais oculta que o normal. Se parecerá intransponível, acumulará parte dos sonhos de outras noites ainda quentes, trará a insônia e as perguntas infantis de quem ainda não conhece o mundo. Os lençóis sabem o contorno do corpo, os travesseiros colecionam os cabelos e se perfumam. O rosto é cada vez mais salgado de lágrimas. Não há tortura maior do que quando não saímos de nós mesmos por estarmos enclausurados no outro. Ignoramos a despedida para tornar anônima a história sobre o final. Partir é mais fácil que ficar. Quem parte leva o que precisa e no caminho se distrai com a nova paisagem. Mas quem fica, fica com tudo e se torna prisioneiro do ambiente do fracasso. (...).

Cáh Morandi