domingo, 4 de dezembro de 2016

Tens a medida do imenso? Contas o infinito? _____________________ Hilda Hilst

Há quem diga que o pássaro sabe de liberdades, que a primavera sabe das flores, que a prosa fala de amores. Há quem pense que Deus esta no rito, que a voz esta no grito, que os sorrisos são feito de cores. Há quem acredite que o sol se deita mais cedo quando a tristeza dança com as estrelas e que as madrugadas visitam mais as noites acordadas somente quando um sonho não dorme. Há gosto pra tudo, há adeus nos olhos e um diálogo mudo. Há despedida apressada, há página do último capítulo molhada pela lágrima do destino. Há quem pense que é homem, mas no fundo é menino. Há tanta chance descartada, há quem faça a escolha errada e há também quem tem alma alargada pela esperança de um talvez. Há quem conte a história sem legenda, e, mesmo que ninguém entenda, o final começa com: era uma vez......(reticências)

Lilian Vereza